quarta-feira, 1 de abril de 2015

Ivete Sangalo esbanja boa forma em vestido de franjas. Confira!
Postado Por: iveteonlineCompartilhe:


Ontem, no Rio, aconteceu o show de Ivete Sangalo com Criolo em homenagem ao Tim Maia.

A morena roubou a cena mostrando o corpão em um vestido de um ombro só cheio de brilhos nos tons de azul. As franjas da peça deixaram o vestido com movimento e mesmo sendo de cor escura, valorizou o tom de pele de Ivete. Linda!

Vem aí "Ivete Intimista"
Postado Por: iveteonlineCompartilhe:


Do alto dos 20 anos de carreira, Ivete Sangalo não para de mostrar suas facetas. Lacrou, ontem, no Rio, com a estreia de show em homenagem a Tim Maia, ao lado do rapper Criolo. A turnê Nívea Viva Tim Maia não vem para Vix, mas será que ela não pode incluir sucessos do “Síndico” em seu show intimista, confirmado para o segundo semestre no Estado? Neste show, Ivete apresenta seus hits românticos, como “Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim”, “Agora Eu Sei” e “Faz Tempo”.

Ivete Sangalo divulga foto de férias em família
Postado Por: iveteonlineCompartilhe:


De volta há dois dias de uma temporada de férias com sua família, a cantora Ivete Sangalo  divulgou uma foto da viagem. Na imagem, a baiana aparece beijando um golfinho e diz sentir saudades do período que esteve curtindo com seu filho. "Beijo bem lindo de boa tarde! Cantora Ta feliz. Saudade das férias #filhomandanasferias", disse na legenda na imagem.

Nesta terça-feira (31), Ivete Sangalo conquistou mais um prêmio no Troféu Dodô e Osmar. Dessa vez, a baiana venceu a categoria 'cantora destaque' e através de uma mensagem de celular agradeceu o reconhecimento do trabalho no Carnaval 2015. "Esse prêmio tem uma grande importância na minha vida. Dedico aos meus fãs e todos os foliões que fazem parte da minha vida", disse ela, que foi representada pela irmã Cynthia Sangalo.

Ivete e Criolo abrem turnê em homenagem a Tim Maia, no Rio
Postado Por: iveteonlineCompartilhe:

Ela se lançou no axé. Ele, no rap. Ambos despontaram no cenário da música nacional a partir da década de 1990, mesma época em que Tim Maia - falecido em 1998 - saiu de cena. Reunidos pelo projeto Viva Tim Maia, porém, a baiana Ivete Sangalo e o paulista Criolo voltaram aos anos 1970 e abriram, na noite desta terça-feira (31), um circuito de shows em homenagem a Sebastião Rodrigues Maia, o "síndico" da MPB.

"Ele começou a carreira quando ainda não era nascida, faltava bastante tempo para eu vir ao mundo, inclusive", disse Ivete Sangalo no primeiro contato direto com a plateia, passadas as duas primeiras músicas do show, aberto com Não quero dinheiro (Só quero amar). A brincadeira se referia à diferença de apenas dois anos entre o lançamento do primeiro álbum do artista, Tim Maia (1970), e o nascimento da cantora, em 1972. "O que a gente mais gosta, tanto ele quanto eu, é cantar o amor", declarou a baiana, emendando o hit Azul da cor do mar.


Ivete deu voz à maior parte do show - cujo repertório contemplou todos os maiores sucessos de Tim entre os anos 1970 e início da década de 1980, além de composições popularizadas nas vozes de outros intérpretes, como a faixa O que me importa, mais conhecida na performance de Marisa Monte - e fez intervenções pontuais, sempre com comentários afetivos em relação ao homenageado.

Criolo, considerado pela Nivea o elemento inusitado da turnê, não decepcionou, embora presente no palco durante muito menos tempo que a colega. Na canção, Trago esta rosa, a primeira dele no espetáculo, o timbre grave prejudicou algumas frases que exigiam uma voz mais poderosa. Em outras, como Eu amo você e Coroné Antonio Bento, porém, o paulistano alcançou seu melhor desempenho. "Estou com meu pai e minha mãe na festa, com 42 anos de casados, então vamos fazer barulho! Pai, mãe, tudo para vocês! E muito axé!", festejou Criolo. E sobre o Síndico, brincou: "Tim Maia fazia com que todos se sentissem bem em qualquer lugar. Se você estiver no pior momento da sua vida e ouvir uma música dele, vai se sentir consolado por acreditar que ele estava ainda pior."

Os medleys festivos foram interpretados em dueto, intercalados com as entradas individuais e dominantes no encerramento da noite: juntos, Ivete e Criolo deram voz a Sossego, Do Leme ao Pontal, A festa de Santo Reis, Canário do reino e Não quero dinheiro (Só quero amar). O show teve pouco mais de duas horas de duração (com roteiro de 28 músicas) e, ao final, toda a plateia dançava de pé.

Sob direção de Monique Gardenberg e com produção musical de Daniel Ganjaman, a avant première da turnê Nivea Viva Tim Maia ocorreu no Viva Rio, no Rio de Janeiro, restrita a convidados. Em meados de abril, segue para sete capitais do país: Porto Alegre (12 de abril), Recife (26 de abril), Salvador (24 de maio), Fortaleza (31 de maio), Brasília (14 de junho), Rio de Janeiro (21 de junho) e São Paulo (28 de junho). Todas as apresentações, à exceção da noite de estreia em território carioca, são gratuitas e realizadas em espaços públicos. "O objetivo é promover acesso à cultura ao maior número possível de pessoas, prestando tributo a grandes artistas da música brasileira e aos gêneros que mais representam o país", explica Tatiana Ponce, diretora de marketing da Nivea Brasil.

Na capital pernambucana, a apresentação será realizada no dia 26 de abril, na Praia de Boa Viagem, Zona Sul, na altura do Pina, às 16h30.

A repórter viajou a convite do Nivea Viva Tim Maia

Ivete Sangalo e Criolo - Do leme ao pontal



Ivete Sangalo e Criolo -  Você e eu, eu e você

Ivete Sangalo e Criolo relembram, de forma respeitosa, o legado de Tim Maia
Postado Por: iveteonlineCompartilhe:


Em uma apresentação especial para convidados nessa terça-feira (31), no Vivo Rio, no Rio de Janeiro, foi lançado o projeto Nivea Viva para a temporada de 2015. Depois de homenagear Elis Regina, Tom Jobim e o samba, chegou a vez da série de shows gratuitos relembrar os grandes sucessos do lendário soulman Tim Maia, falecido em 1998, através da cantora Ivete Sangalo e do rapper Criolo.

Se a combinação a um primeiro momento soa inusitada, no palco ela funcionou bem, em um show ágil e de grande comunicação com o público. Intercalando duetos e números solo, os intérpretes trafegam pelas diversas fases da carreira do cantor e compositor carioca com performances vigorosas, porém respeitosas com o legado de Tim e capaz de agradar os fãs das duas vertentes principais da obra do "síndico" – seja com as canções "esquenta-sovaco", prontas para colocar multidões para dançar, ou com as "mela-cueca",  ideais para embalar romances ou desilusões amorosas.

O show, dirigido por Monique Gardenberg, começou com uma sequência matadora de hits dos primeiros discos de Tim Maia, todas interpretadas por Ivete com um andamento mais suingado do que nas gravações originais e com um cenário que projetava imagens que remetiam às pistas de dança dos anos 1970. Assim, ela desfilou sucessos como "Não Quero Dinheiro", "Gostava Tanto de Você" ,"Você" e "Azul da Cor do Mar", com canto uníssono da plateia. Em seguida, em clima psicodélico, Criolo interpretou, com muita segurança, "Primavera" e "Chocolate", essa em uma versão com pitadas de samba abolerado.

Ivete Sangalo voltou ao palco e, de cara, desfilou duas pérolas da fase mística do cantor. "Imunização Racional" e "Bom Senso", canções do clássico LP "Tim Maia Racional" foram as escolhidas. E a interpretação de Ivete deu uma nova roupagem às obras, em um dos melhores momentos do show. Ivete ainda cantou, em um clima cool, "Réu Confesso" e, abusando da sensualidade, no melhor estilo cantora de night club, levou o público ao delírio com "Telefone". Logo em seguida, com picardia, afirmou que "as músicas de Tim Maia são ótimas para tudo, até para fazer filho".

Já com Criolo de volta ao palco, surgiu o primeiro dueto, com "Lamento". Em seguida, o show pega no breu com uma sequência que fez o público se levantar e não mais sentar até o final. Com "Sossego", "Do Leme ao Pontal"  e "Eu e Você, Você e Eu", o Vivo Rio virou uma verdadeira pista de dança, como as dos subúrbios cariocas nos saudosos tempos dos DJs Monsieur Limá e Big Boy.  Nesse momento, saltou aos ouvidos  a pegada da ótima banda capitaneada pelo produtor Daniel Ganjaman, que remeteu aos grandes momentos da banda Vitória Régia, fiel escudeira de Tim Maia ao longo de quase toda sua trajetória.

Sem Ivete, Criolo manteve o pique com "Ela Partiu", "Eu Amo Você" e "Coroné Antônio Bento", em uma versão um pouco mais lenta e pesada do que o original. Logo depois, a vertente rural/nordestina do trabalho de Tim Maia mereceu novo dueto para "Canário do Reino" e uma interpretação solo de Ivete para "A Festa dos Santos Reis". A fase radiofônica dos anos 1980, marcada por canções da dupla Sullivan e Massadas, foi bem representada com "Leva" (em uma deliciosa versão reggae) e "Me Dê Motivo", interpretadas, respectivamente, por Ivete e Criolo. "Um Dia de Domingo", mereceu mais um dueto.

Depois do "mela-cueca", mais "esquenta-sovaco". Com a plateia totalmente nas mãos, Ivete e Criolo se encaminharam para o set final apresentando "Descobridor dos Sete Mares", "Acende o Farol" e "Não Quero Dinheiro", entoada, dessa vez, pela dupla. No bis, a inevitável "Vale Tudo" e mais uma dose da dobradinha "Sossego" e "Do Leme ao Pontal" - que garantiram um fim de festa perfeito.

O projeto Nívea Viva Tim Maia terá apresentações em Porto Alegre (12 de abril), Recife (26 de abril), Salvador (24 de maio) , Fortaleza (31 de maio) , Brasília (14 de junho), Rio de Janeiro (21 de junho) e São Paulo (28 de junho).

Serviço:

Porto Alegre
12 de abril (domingo), às 16h30
Anfiteatro Pôr do Sol
Av. Edwaldo Pereira Paiva, s/n (Localizado no Parque Maurício Sirotsky
Sobrinho, na orla do Lago Guaíba) - Porto Alegre - RS

Recife
26 de abril (domingo), às 17h30
Parque Dona Lindu
Av. Boa Viagem, s/n - Boa Viagem - Recife – PE

Salvador      
24 de maio (domingo), às 16h30
Praça Visconde de Cairu, s/n - Cidade Alta - Salvador - BA

Fortaleza
31 de maio (domingo), às 16h30
Aterro da Praia de Iracema
Avenida Historiador Raimundo Girão, 800 - Fortaleza – CE

Brasília    
14 de junho (domingo), às 17h00
Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek
Praça das Fontes
Asa Sul de Brasília - Estacionamento 9 - acesso 906/7 Sul - Brasília - DF

Rio de Janeiro
21 de junho (domingo), às 17h00
Praia de Copacabana
(altura da Av. Princesa Isabel) - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ

São Paulo
28 de junho (domingo)
Local e horário a definir

Ivete Sangalo e Criolo levantam plateia de famosos no Rio cantando Tim Maia
Postado Por: iveteonlineCompartilhe:


"Estou super cantando Tim Maia, gente", disse Ivete Sangalo entre uma música e outra do show em homenagem ao saudoso síndico, na noite desta terça-feira (31), no Vivo Rio, no projeto Nivea Viva. Magérrima, de cabelos impecavelmente lisos e vestido brilhoso de uma manga só, sempre irreverente, a cantora abriu a apresentação - chamada por Nelson Motta, o mestre de cerimônias da noite -, que estava marcada para às 21h, mas atrasou uma hora, com a clássica Não Quero Dinheiro. "Tim fez parte da minha história, mas quando ele começou eu nem era nascida. Aliás, demorei muito para nascer. Tim era bom para tudo, para fazer filho então... Para pedir em casamento, contar umas mentirinhas...", comentou, para gargalhadas gerais. Depois de oito músicas, Criolo entrou sozinho no palco, cantou três canções e voltou Veveta, com força total, também sozinha. Num dos números, ela meteu o microfone entre os seios para dançar livremente, soltinha.

 No fim, os dois se encontram, obviamente no palco, e cantaram Do Leme ao Pontal, Sossego, entre outras, num fundo de projeções caprichadas sob a direção artística de Monique Gardenberg . O povo, até então meio morno, se levantou e sacudiu poeira. Aliás, em certo momento, uma pessoa da plateia gritou: "Poeira", em alusão ao axé da baiana.

O encontro inédito dos dois é acompanhado por uma banda de 14 músicos e quatro backing vocals, todos regidos por Daniel Ganjaman, que produziu os dois discos de Criolo.  A dupla se encontrou para os ensaios nessa segunda-feira (30), com direito a plateia de convidados. "Tim tem um lance de povão e a malandragem da rua ele trouxe também junto com o romantismo dele e mais aquele olhar daquele menino que também queria fazer parte do baile entendeu?", disse o rapper Criolo. O show vai rodar o país a partir de abril em praias, parques e praças de sete cidades do sul ao nordeste do país, todos de graça e sempre nos fins de tarde de domingo. Até junho, a turnê passará por Porto Alegre, Recife, Salvador, Fortaleza, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

"Tim Maia, eu, Criolo, uma bandona, um palco lindo para a familia curtir, ainda mais porque a cançaõ de Tim Maia ela está na vida , no cotidiano de cada brasileiro, até de longe ele tá fazendo o trabalho bem feito", afirmou Veveta.

Entre a plateia, muitos rostos conhecidos - Sophie Charlotte e Daniel Oliveira, Joaquim Lopes, Josie Pessoa, Daniela Sarahyba, Carlinhos de Jesus, Cissa Guimarães, Antonia Fontenelle, Cacau Protásio, Ricardo Tozzi, Thiago Martins, Cris Vianna, entre tantos.

Fonte : Epoca

Ivete Sangalo e Criolo iniciam turnê especial com clássicos de Tim Maia
Postado Por: iveteonlineCompartilhe:


A turnê de shows gratuitos em que Ivete Sangalo e Criolo homenageiam Tim Maia começou na noite desta terça-feira (31). Na apresentação especial para convidados no Rio de Janeiro, os cantores de axé e rap cantam grandes sucessos do principal nome da música soul do Brasil. A turnê aberta ao público começa no dia 12 de abril.


Ivete comandou o show com o carisma e a animação que já são presentes nas suas aparições públicas. A cantora abriu o repertório com um solo de “Não Quero Dinheiro”, que foi repetida ao fim do show com a participação de Criolo. Em seguida, ela sambou ao som de uma releitura sutil de “Gostava Tanto de Você”. Ivete também cantou “Você” e “Azul da Cor do Mar”, e ressaltou o que acredita ter em comum com Tim Maia.

— Me identificava com o humor dele para a vida, para as canções e para as letras. O que nós [Tim e eu] mais gostamos e temos em comum é cantar o amor.


Criolo subiu ao palco para uma releitura da clássica “Primavera” e da animada “Chocolate”, que também ganhou uma pegada de samba. Após a dobradinha do rapper, Ivete voltou para agitar o público com “Imunização Racional (Que beleza!)”. Ao fim de “Bom Senso” a cantora brincou sobre a diferença do repertório especial para aquele que costuma apresentar.

— Tô super cantando Tim, né? Quietinha no meu lugar, e nem mandei ninguém tirar o pé do chão!

A cantora de axé também cantou “Réu Confesso” e ensaiou uma dança sensual durante “Telefone”. “Pensando Bem” e “O Que Me Importa” finalizaram a lista de músicas do segundo momento solo de Ivete. Criolo voltou ao palco para apresentar “Lamento”, “Sossego”, “Do Leme ao Pontal” e “Você e Eu, Eu e Você”. Sozinho, cantou “Ela Partiu”, “Eu Amo Você” e “Coroné Antônio Bento”, resgatando as próprias raízes nordestinas. Mais desinibido no palco, o rapper destacou a importância de homenagear Tim Maia.

— Poder cantar Tim Maia é uma honra, ainda mais para mim. Eu vim do rap, do hip hop e ele sempre esteve presente. É um mestre para todos nós, que tinha muito amor pra dividir. É uma honra estarmos celebrando a memória e história de uma pessoa extremamente importante para o nosso país.

A dupla também apresentou “Canário do Reino”, “Leva”, “Me Dê Motivo”, “Um Dia de Domingo”, “Lábios de Mel”, “Descobridor dos Sete Mares” e “Acenda o Farol”.

No dia 12 de abril, Criolo e Ivete apresentam o show Nivea Viva Tim Maia em Porto Alegre, no Anfiteatro Pôr do Sol, às 16h30. No dia 26 de abril, a turnê chega em Recife e no dia 24 de maio em Salvador. Ainda no Nordeste, a apresentação acontece no dia 31 de maio em Fortaleza, cidade que entra pela primeira vez no circuito do projeto. Brasília recebe os cantores no dia 14 de junho. O show volta ao Rio de Janeiro no dia 21 de junho. A turnê se encerra no dia 28 de junho em São Paulo.

O projeto Nivea Viva homenageou Elis Regina, na voz da filha Maria Rita e o compositor Tom Jobim, na voz de Vanessa da Mata. Em 2014, o projetou comemorou o centenário do samba com apresentações de Diogo Nogueira, Martinho da Vila, Alcione e Roberta Sá.